Press "Enter" to skip to content

Crise de liderança

0

O mundo vive uma enorme crise de liderança. Principalmente no universo político. Mas ela também se estende às demais esferas sociais incluindo, claro, o mundo corporativo. O principal motivo para esta crise de liderança é o altíssimo nível de exposição em função das novas mídias associadas à internet.

Passamos a viver em um reality show ao estilo Big Brother. E, quando somos olhados por meio desta lupa gigantesca e implacável, ninguém está imune a algum nível de desgaste. Ou, dependendo da exposição, a se ver metido no escândalo da vez. Provavelmente, se Gandhi ou Madre Teresa de Calcutá vivessem hoje sofreriam ataques severos. Mesmo que por meio de notícias falsas. As chamadas fake news, que já viraram tese de estudo mundo afora.

Mas como lidar com esta realidade implacável às reputações, independentemente de ideologia ou nacionalidade? A má notícia é que não existe uma receita aplicável indiscriminadamente. A boa notícia é que as bases para esta gestão de imagem são razoavelmente simples. Mas, como disse o próprio Gandhi, “as coisas simples são as mais difíceis de serem feitas”.

O primeiro passo é o líder entender que ele é um só, independentemente da dimensão em que atua. Não há separação, por exemplo, entre profissional, amigo, marido ou pai. Depois é importante entender as dimensões da liderança para você criar um plano de atuação que gere uma imagem positiva a partir desta visão sistêmica.

Divido a arte de liderar em quatro dimensões principais: liderança na comunidade; para resultados; para a equipe e liderança para si mesmo, ou seja, autoliderança. Em um artigo não é possível detalhar cada uma destas dimensões. Ministro um workshop de dois dias inteiros para abordar o tema de forma que seja possível criar estratégias de atuação contemplando as quatro dimensões da liderança.

Aqui, vou, ao menos, indicar um caminho possível. Como já disse, somos um só. Portanto, temos que atuar, do ponto de vista da Gestão da Influência, de forma sistêmica. Como? Atuando, ao mesmo tempo, nas quatro dimensões da liderança:

  • Liderança na comunidade – Avalie seus principais relacionamentos e veja se são, suficientemente, diversificados e construtivos. Atividades de responsabilidade social também são importantes. Mas, acima de tudo, comporte-se bem nos ambientes que frequenta e fique muito atento à sua imagem nas redes sociais. Você teria orgulho do seu “rastro” digital?
  • Liderança para resultados – Tenha clareza das suas metas. Avalie se são objetivas, factíveis, mensuráveis, desafiadoras e não se esqueça de colocar data para atingi-las.
  • Liderança de pessoas – Comece definindo as habilidades necessárias para cada função. Depois garanta colocar as pessoas certas nas funções certas. Aí é avaliar o nível de prontidão de cada membro da equipe, garantir o desenvolvimento adequado e acompanhar a execução por meio de feedbacks frequentes e estruturados. Mas, antes tudo, aprenda a ouvir. Como líder de equipe, seu papel é muito mais perguntar do que falar. Você não tem e não precisa ter todas as respostas. Mas precisa fazer as perguntas certas porque o desafio é liderar as pessoas em busca das respostas.
  • Liderança de si mesmo – A dimensão mais importante por impactar todas as anteriores. Aqui, o desafio é definir ações em quatro vertentes: auto-planejamento; positividade; aprendizado permanente e comunicação eficaz. Prometo detalhar cada uma em artigos futuros.

Sim. Exercer uma liderança sustentável, a partir de uma visão sistêmica, dá um certo trabalho. Para falar a verdade, um trabalhão. Além de ser um processo constante de aprendizado e desenvolvimento, demanda disciplina e um propósito pessoal alinhado ao que escolheu como trabalho. Portanto, nunca é tarde para investir em si mesmo e, por consequência, nas pessoas que o tem como referência.

 

Cezar Honório Teixeira é jornalista e especialista em gestão da influência na www.czgestaodainfluencia.com.br e também atua como consultor associado à MPrado Consultoria empresarial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *